Adolescente que teve o corpo queimado ao acender fogão improvisado está internado em Cuiabá

A adolescente de 15 anos que teve 60% do corpo queimado ao acender um fogão improvisado em Tangará da Serra foi transferido e segue em tratamento no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do pronto-socorro de Cuiabá.

O estado de saúde de Carlos Eduardo Vieira da Silva é considerado estável.

O adolescente estava na quitinete onde mora com a família, que estava sem botijão de gás. Ele acendeu um fogão improvisado com quando o acidente aconteceu, na noite de terça-feira (9).

De acordo com o irmão dele, Carlos Henrique, a vítima achou que o fogo tinha ficado baixo e que não conseguiria cozinhar.

“Quando ele foi colocar mais álcool, o fogo foi para cima dele e o frasco explodiu”, contou o irmão.

Carlos Eduardo foi socorrido e levado para a Unidade de Terapia Semi-intensiva (UTI), da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tangará. Posteriormente, foi transferido para Cuiabá.

Parte da quitinete também foi atingida pelo fogo. A família contou com a ajuda de vizinhos para apagar as chamas que foram controladas sem que fosse necessário chamar o Corpo de Bombeiros.

Com informações do G1 Mato Grosso

Comentários Facebook