Relator defende aprovação de novos critérios para o uso do fundo eleitoral

O projeto de lei (PL 5.029/2019) que muda as regras do Fundo Eleitoral volta à pauta do Plenário. A proposta aumenta o valor a ser repassado para os partidos políticos, autoriza a contratação de advogados e contadores, reduz o valor a ser bloqueado pela Justiça Eleitoral para o acerto de multas e libera o uso desse dinheiro para o pagamento de sanções, juros, compra ou aluguel de imóveis e de impulsionamento de conteúdo na internet. O projeto é relatado pelo senador Weverton (PDT-MA), que nega abusos com as novas regras. A reportagem é de Hérica Christian, da Rádio Senado, com locução de Maurício de Santi.

Fonte: Agência Senado
Comentários Facebook