Menino de 2 anos morre em hospital 2 semanas após ser espancado pelo padrasto em Juína

Padrasto, de 18 anos, está preso desde o dia 22 de novembro (Imagem: PJC/MT)

O menino de 2 anos, que estava internado depois de ser espancado pelo padrasto em Juína, morreu nesse domingo (1º) no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). O corpo de Júnior Ribeiro Ferreira foi liberado por policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O padrasto foi preso no dia 22 de novembro suspeito de espancar o enteado de 2 anos no dia 17 do mesmo mês. Igor Campos de Almeida, de 18 anos, confessou à Polícia Civil ter agredido a criança sem motivo.

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá. Não há informações sobre detalhes do velório dele.

A reportagem não localizou a defesa do suspeito.

Júnior foi levado pela mãe a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em estado grave. Ele permaneceu em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por três dias.

Depois, foi transferido para a UTI em Cuiabá, onde até então estava internado.

Segundo a polícia, a princípio, o padrasto e a mãe alegaram que os hematomas no corpo da criança foram causados por uma queda acidental quando a criança corria na rua, entretanto, o exame de corpo de delito apontou agressão física.

O suspeito foi preso na casa dele, no Bairro Módulo Cinco, em Juína. Durante o segundo depoimento, ele confessou o crime.

A prisão de Igor foi representada à Justiça e deferida pela Terceira Vara Criminal de Juína.

Igor foi autuado na delegacia por lesão corporal grave e depois encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Juína.

Fonte: O Bom da Notícia

Comentários Facebook