Debatedores questionam proposta que muda carreira e previdência dos militares


Em debate da Comissão de Direitos Humanos (CDH) nesta terça-feira (4) sobre a reforma previdenciária das Forças Armadas, representantes da categoria enfatizaram a necessidade de maior igualdade na reestruturação das carreiras entre os servidores do quadro especial e os concursados. Especialistas criticaram a mudança no plano de carreira e a proposta de previdência do setor. O projeto do governo (PL 1.645/2019) altera o pagamento da pensão por morte e ainda trata das promoções para oficiais e dos requisitos para ingresso nos cursos de formação da categoria. O senador Izalci Lucas (PSDB–DF) defendeu mudanças no projeto para garantir a igualdade entre os militares do quadro especial e os de carreira. Ouça mais detalhes no áudio do repórter da Rádio Senado José Odeveza.

Comentários Facebook