Taxas de vestibulares não podem ser diferentes entre cursos, define comissão


Taxas de vestibulares e outros processos seletivos não podem ser diferentes em cursos da mesma instituição. A exceção são as graduações que exigem prova prática. Projeto com esse objetivo (PL 1.945/2019), do senador Veneziano Vital do Rego (PSB-PB), foi aprovado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e será analisado agora pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O relator, senador Confúcio Moura (MDB-RO), afirmou que a cobrança diferenciada é uma discriminação injustificada. A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) considera que a fixação de taxas mais altas para cursos como medicina é uma forma de excluir quem não tem dinheiro, um tipo de segregação. A reportagem é de Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Comentários Facebook