TCE inicia 2º ciclo de monitoramento do PDI nos municípios adesos


As secretarias de Apoio às Unidades Gestoras (SAUG) e de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania (SAI), do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), já iniciaram o segundo ciclo de monitoramento dos projetos I e II do Programa de Desenvolvimento Integrado (PDI) junto aos 23 municípios adesos.

A programação começou pelo município de Primavera do Leste e se estenderá do próximo dia 05 até o dia 07 deste mês em mais cinco municípios: Juscimeira, Jaciara, Cáceres, São José dos Quatro Marcos e Vila Bela da Santíssima Trindade.

Segundo a secretária da SAUG, Naíse Silva Freire, durante os eventos, as equipes de monitores e consultores do TCE e da UFMT estarão avaliando o andamento das ações e o desempenho dos municípios no cumprimento das metas estabelecidas para o bimestre.

Ainda durante os encontros, as equipes deverão orientar os coordenadores do PDI em cada unidade gestora do município adeso a fim de solucionar problemas e equacionar dificuldades eventuais na execução do planejamento estratégico nas áreas dos Projetos 1 e Projeto 2.

O projeto 1 do PDI estabelece as matrizes para elaboração, execução e acompanhamento do Planejamento Estratégico. Já o projeto 2 trata das ações de Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã, bem como aborda as questões relacionadas à transparência institucional.

Secretária da SAUG, Naíse Silva Freire

O objetivo central da ação é assegurar a eficácia das iniciativas do controle social e externo, bem como o ganho efetivo de qualidade na gestão pública geral a partir da consolidação da cultura do Planejamento Estratégico e da transparência.

“Além do monitoramento eletrônico que fazemos, de forma remota, estes encontros presenciais são fundamentais para manter a motivação, os vínculos e o empenho das equipes executoras dos programas, projetos e ações do PDI nos municípios. Também são uma oportunidade para tirar dúvidas e promover realinhamentos para o efetivo cumprimento das metas e tarefas preestabelecidas, contando com os consultores da UFMT, que também estarão presentes para auxiliar os coordenadores locais do PDI”, ,explica a secretária.

O PDI é composto por cinco projetos: Projeto 1, de “Apoio ao Planejamento Estratégico”; Projeto 2, “Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã”; Projeto 3, de “Orientação por meio de Cursos Presenciais e à Distância”; Projeto 4, “Controle Gerencial de Obras Públicas e o uso do Sistema Geo Obras”, e do Projeto 5, “Modernização Institucional”.

O programa PDI foi desenvolvido a partir de know-how desenvolvido em planejamento estratégico pelo próprio TCE e se constitui hoje em uma das mais eficientes ferramentas de gestão pública disponíveis a custo zero para os administradores municipais.

Comentários Facebook