“Temos que manter abastecida a população, mas temos que lutar pela diminuição do contágio”, diz prefeito

Declaração do prefeito aconteceu um dia após pronunciamento polêmico do presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Arquivo)

No dia seguinte às declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, fazendo críticas às medidas adotadas por governadores e prefeitos, que dividiu opiniões pelo Brasil, o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira (MDB), usou sua página oficial no Facebook para comentar o tema.

Ele defende as medidas adotadas por ele e outras autoridades estaduais e municipais que incluem o fechamento do comércio e o toque de recolher à noite. Para ele, todas as vidas são importantes e devem ser salvas.

“Eu prefiro continuar acreditando que temos que lutar até pela última vida”, escreveu o prefeito.

Para ele, é importante o comércio, o abastecimento, a economia, mas as possibilidades de contágio das pessoas devem ser levadas a sério.

“Penso que temos que manter abastecida a população, mas temos que lutar pela diminuição das possibilidades de contágio das faixas de idosos, que são as mais afetadas”, disse.

Ele chama a atenção para o fato de Tangará da Serra não ter estrutura hospitalar regional e receber pouco investimento público dos demais entes da federação: Estado e União.

“Penso que em Tangará da Serra precisamos prevenir um pouco mais, pois não temos hospital regional, não temos apoio para o funcionamento do Hospital Municipal”, falou.

Além disso, segundo ele, há pouca estrutura para receber pacientes graves, o que leva o Município a dar ênfase a prevenção para evitar a doença. “Não temos muitos respiradores e leitos de UTI, enfim, se o contágio acontecer, muitos casos de uma vez, não temos estrutura para acudir todos os casos”, comentou.

Comentários Facebook