Quais são os principais cuidados com as máscaras caseiras?


source
Máscara arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Tecidos que tenham trama aberta, como a lã, devem ser evitados, alerta clínica geral

Pesquisas recentes comprovam que portadores assintomáticos da Covid-19 podem transmitir o novo coronavírus (Sars-CoV-2), levantando novamente o debate sobre a necessidade do uso de máscaras em ambientes coletivos. O Ministério da Saúde sugere que as máscaras sejam utilizadas por todas as pessoas em qualquer situação externa. Mas, com a falta do item de proteção individual até para alguns profissionais da saúde, o recomendado é que a máscara seja caseira. 

LEIA MAIS: 75% dos pacientes ainda assintomáticos podem desenvolver traços da doença

A indicação é válida até para quem não sinta qualquer sintoma da Covid-19, isso porque essas pessoas também podem transmitir o vírus pela saliva (enquanto fala) ou em um eventual espirro. “Máscaras caseiras não garantem proteção contra o vírus, mas podem reter o aerosol liberado pelo espirro e a tosse de quem estiver usando”, conta a clínica geral Daniela Righi ao iG Saúde.

Para o uso é preciso tomar alguns cuidados que vão desde a escolha do tipo de tecido até o tempo de uso – no máximo duas horas. “Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar”, diz órgão do Governo em sua cartilha. Confira todas as indicações. 

O tipo de material

O Ministério da Saúde recomenda que as máscaras caseiras sejam feitas de tecido de algodão, tricoline, TNT e outros tipos. De acordo com a Dra. Righi, um material não é mais eficaz que o outro, mas as pessoas precisam ficar atentas à trama do tecido.

“A recomendação é que a máscara seja feita com um tecido de trama fechada. Quanto mais camadas de tecido, maior a proteção; quanto mais vedadas, melhor”, diz a clínica geral. “É importante dobrar o tecido para criar uma segunda camada de proteção.”

Como fazer?

Máscara caseira / camiseta arrow-options
Reprodução/Ministério da Saúde

Diagrama publicado pelo Ministério da Saúde mostra como fazer uma máscara caseira com poucos materiais

No site oficial, o Ministério da Saúde publicou um diagrama mostrando como fazer uma máscara utilizando uma camiseta antiga. Basta seguir o diagrama com o corte na parte superior da camiseta, passando a tesoura de uma manga para a outra. 

O tecido precisa ser cortado de forma que a máscara tenha tamanho suficiente para cobrir o nariz e boca de quem vai utilizar. É importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz, sem deixar espaços no rosto.

Cuidado redobrado

A Dra.Righi reitera os cuidados para quem estiver usando a máscara caseira no supermercado ou na farmácia. Afinal, ela serve para proteger os outros, e não quem está utilizando. “Se a pessoa tocar em algo e colocar a mão na máscara, ela poderá ser contaminada pelo vírus”, alerta a especialista. 

LEIA MAIS: Esgoto pode ser propagador da Covid-19, diz estudo

“É de extrema importância que a pessoa não encoste na máscara ou no rosto enquanto estiver fora. É melhor garantir que ela esteja confortável no rosto antes de sair de casa”, diz a Dra.Righi. “Ao retornar para a residência, basta higienizar o aparato com água sanitária para evitar qualquer outro tipo de contaminação”, finaliza. 

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook