Projeto anula decreto que nomeou reitor da Universidade Federal do RS



O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 400/20 anula o decreto que nomeou Carlos André Bulhões Mendes para o cargo de reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com mandato de quatro anos. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

O decreto foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado em setembro. Bulhões Mendes, professor titular da UFRGS na área de Engenharia, tomou posse em 21/9. A chapa dele foi a menos votada na consulta realizada na universidade e no Conselho Universitário, que definiu a lista tríplice encaminhada ao Ministério da Educação.

Ramon Moser/UFRGS
Letreiro na fachada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Chapa em terceiro lugar foi nomeada para reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

A deputada Maria do Rosário (PT-RS), que assina o projeto com outros 46 deputados, afirma que a nomeação de Bulhões Mendes desrespeita a autonomia universitária prevista na Constituição.

“O presidente da República, além de desrespeitar a norma constitucional, impõe uma reitoria sem legitimidade política para gerir a instituição. E legitimidade é requisito democrático”, afirmam os parlamentares no projeto.

Conheça a tramitação de projetos de decreto legislativo

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Cláudia Lemos

Comentários Facebook