Motorista é preso com 750 kg de cocaína escondidos em carga de milho de caminhão em MT


Um motorista foi preso com 750 kg de cocaína escondidos em carga de milho de um caminhão que foi abordado por policiais civis na noite dessa quarta-feira (11), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo a Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), foram apreendidos 15 fardos, com 30 tabletes de cloridrato de cocaína cada, ocultados em uma carga de milho.

Veículo saiu da cidade de Nova Mutum com destino a Cuiabá. (Crédito: PJC-MT)

A grande quantidade de entorpecentes, totalizando 450 tabletes da substância foi apreendida durante a abordagem do caminhão na Rodovia dos Imigrantes, BR-163. O motorista do veículo foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Os investigadores da DRE receberam denúncia anônima de que um veículo era utilizado para o transporte de uma carga de entorpecentes.

Segundo as informações, a droga escondida entre grãos de milhos saiu da cidade de Nova Mutum com destino a Cuiabá.

Diante da denúncia, as equipes de investigadores da DRE foram distribuídas em vários pontos da Rodovia BR-163, com objetivo de identificar o veículo e realizar a abordagem.

O caminhão bitrem foi localizado próximo à entrada do bairro São Matheus, onde os policiais realizaram a abordagem do motorista. O condutor ficou nervoso ao ser interrogado no local.

Segundo o suspeito, a carga foi recebida em Nova Mutum com destino de entrega em Cuiabá, porém, a nota fiscal do carregamento de grãos apontava como destino final um armazém no município de Mogi Guçu (SP).

Após várias contradições, o suspeito confessou que havia 15 fardos de cloridrato de cocaína escondidos entre a carga de milho.

Com a descarga dos grãos, foram encontrados os pacotes totalizando 450 tabletes da droga, com o peso de aproximadamente 750 kg de droga.

A droga foi apreendida e encaminhada para a perícia. O motorista foi conduzido à DRE e foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Com informações do G1
Comentários Facebook