Quatro pessoas são sequestradas ao saírem de garimpo e executadas em Aripuanã


Foto: Juína News

Quatro pessoas foram brutalmente assassinadas com vários disparos de arma de fogo possivelmente no final de semana em Aripuanã, noroeste de Mato Grosso. Os corpos das vítimas foram encontrados com sinais de execução nesta segunda-feira, dia 23, numa mata na BR 174, entre Tutilândia e Aripuanã, no Mato Grosso.

Uma das vítimas identificada como Euzilene Tavares Viana, de 41 anos, conhecida como “Babalu” teve seu corpo completamente carbonizado. Informações iniciais são de que o filho dela Luiz Felipe Viana Antônio Da Silva, de 19 anos, e o marido dela Lêoncio Jose Gomes, de 40 anos, o ‘Maiado’ também foram mortos no local, além de um outro homem, Jonas Dos Santos, 25 anos, que supostamente pegou carona com as vítimas e também foi assassinado.

De acordo com as informações do site Juína News, os corpos, dois deles algemados, estavam ao lado de uma caminhonete S 10 que também foi incendiada tudo isso para dificultar os trabalhos da perícia oficial que já se deslocou para o local juntamente com uma equipe de policiais civis da regional de Juína.

Uma mulher teve sua vida poupada pelos executores a pedido do marido dela, que foi morto, pois ela estava gestante e teria sido levada até Juína, onde recebeu ordens para ficar calada e ir embora da região.

Segundo o que a polícia apurou até o momento, as vítimas foram abordadas por um grupo que estava um veículo preto nas proximidades do garimpo de Aripuanã, de onde foram levadas para a estrada e assassinadas.

A polícia civil vai apurar os reais motivos dos assassinatos bem como autoria, no entanto, uma das hipóteses que foram levantadas é que as execuções tenham algo relacionado com o garimpo daquele município, porém as investigações deverão esclarecer com precisão todos os fatos.

Fonte: Juína News

Comentários Facebook