600 litros de matéria-prima para produção da CoronaVac chegam ao Brasil



source
Aeroporto de Guarulhos
Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Membros do governo e Instituto Butantan recebem insumos da CoronaVac

Um avião com 600 litros de matéria-prima para produção da vacina CoronaVac no Brasil chegou nesta quinta-feira (3) ao Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Além do governador João Doria (PSDB), outros membros do governo e do centro de contingência da Covid-19 estiveram presentes para receber os insumos.

A vacina será produzida em São Paulo pelo Instituto Butantan, cuja fábrica foi ampliada para aumentar a produção de doses do imunizante. O insituto ainda recebeu a transferência de tecnologia e 120 mil doses prontas da vacina, enviadas pela desenvolvedora Sinovac.

A carga de insumos, que pode virar até 1 milhão de doses de vacinas, chegou às 5h27 no aeroporto. “Até o final deste mês de dezembro, estaremos aqui recebendo no Aeroporto de Guarulhos mais seis milhões de doses da vacina, totalizando 7 milhões 120 mil doses da vacina. E no próximo mês de janeiro, até o dia 15 de janeiro, mais 40 milhões de doses da vacina. A vacina do Butantan, a vacina que salva vidas”, disse Doria.

A CoronaVac, que ainda passa pela terceira fase de testes clínicos em humanos, apresentou bons resultados de segurança até agora, mas ainda aguarda o fim dos estudos para, então, buscar o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela análise que pode permitir ou não a vacinação em massa no Brasil. Dados sobre a eficácia da vacina devem ser divulgados ainda este mês.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook