SEMEC mantém matrículas por ‘ordem de chegada’ e gera reclamações de pais de alunos


Foto: Reprodução

A metodologia utilizada pela Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) de Tangará da Serra para efetuação de matrículas de novos alunos na Rede tem gerado reclamações de pais e responsáveis, isso porque a definição por ‘ordem de chegada’ tem provocado, segundo protestos que recebidos pela redação, filas de espera e até aglomerações.

A mãe de um aluno registrou uma fila de pais aguardando para efetuar as matrículas de seus filhos no Centro Municipal de Ensino Professor José Nodari. Segundo ela, há relatos de pais que ‘acamparam’ em frente à escola 1h30 da madrugada.

“O Estado efetuou as matrículas de outra forma, primeiro uma pré-matrícula online onde os pais tiveram oportunidade de garantir vaga em determinada escola, depois deram alguns dias de prazo para comparecer com a documentação e efetuar a matrícula. A Prefeitura não fez assim, abriram as vagas e quem chegar primeiro leva, isso está gerando aglomeração, com pais passando a noite na fila em busca de vaga”, reclamou uma mãe de aluno.

Há ainda o relato de uma mãe que teria contraído COVID-19, mas que temendo não conseguir vaga na Rede Municipal de Ensino, decidiu ficar dentro do carro para garantir vaga numa espécie de fila formada na frente da escola.

“No meu caso, estou de quarentena, não posso sair, testei positivo para COVID, vou ficar dentro do carro para tentar conseguir uma vaga, depender de alguém para me colocar na fila, vou esperar lá fora”, reclamou.

Fonte: Bem Notícias

Comentários Facebook