Vice-prefeito destaca responsabilidade e assegura entrega do viaduto Murilo Domingos em abril



Luiz Alves

Clique para ampliar

O vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, destacou que a Prefeitura de Cuiabá agiu com extrema responsabilidade ao atender ao pedido para a extensão do prazo de conclusão do viaduto Murilo Domingos. A solicitação foi feita pela empresa responsável pela execução da obra, em dezembro de 2020, após identificar a necessidade de substituição de solo em uma das cabeceiras que faz a ligação entre a pista e a estrutura.

Conforme explicado pelo vice-prefeito a nova data de entrega, marcada para abril, é o período necessário para que todos os procedimentos pertinentes sejam realizados com eficiência e, ao fim, a população usufrua de uma obra de qualidade e segurança. Stopa reforçou ainda que solucionar o problema já de início é a melhor maneira de evitar futuros problemas estruturais e desperdício do dinheiro público.

“Se agíssemos com irresponsabilidade e fizéssemos a ligação da pista com o viaduto sem a substituição do solo, daqui a quatro ou cinco anos, talvez fosse necessário interditar e refazer a obra. Isso, além dos transtornos no dia a dia do cidadão, também geraria novos custos ao erário. Não adianta passar por cima desses problemas inesperados sem resolvê-los já no início”, argumentou.

De acordo com o relatório técnico apresentado ao Município, na cabeceira nº 2 (no sentido da Avenida Fernando Corrêa da Costa — Unic) foi encontrado na área de aterramento uma camada de barro com profundidade de 1,6 metro. Dessa forma, a empresa precisará remover essa camada por completo e substituir por um solo de melhor qualidade, já que, conforme as normas técnicas, o processo de aterro deve ser efetuado sobre uma base sólida.

Com base nos apontamentos feitos pela equipe de engenharia da empresa e da Secretaria de Obras Públicas, Stopa lembrou que há muitos anos Cuiabá vem sofrendo pela ausência de cuidado na execução de algumas obras. Segundo ele, essa é uma marca que a Prefeitura de Cuiabá não carrega e, dessa forma, continuará adotando todas as medidas cabíveis para garantir qualidade nos serviços prestados à população.

“Sabemos que a população está ansiosa, que o trânsito na região está um pouco mais complicado, mas voltamos a pedir um pouco mais de paciência. Não vamos entregar obras que depois ficarão como uma herança ruim. Cuiabá até hoje sofre com isso, por conta das obras da Copa. Temos hoje a herança de trincheiras e viadutos que rotineiramente precisam ser interditados para realizar o conserto. Isso não irá acontecer com nossas obras”, pontuou.

O VIADUTO

O viaduto é construído na Avenida Manoel José de Arruda (Beira Rio) também constará com uma estrutura semelhante. A estrutura tem 200 metros de extensão e 18 metros de largura e recebe o investimento de R$ 13.992.929,79. O viaduto é batizado em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, Murilo Domingos, falecido aos 78 anos.

Neste momento, paralelo ao trabalho de substituição do solo, os operários atuam no levantamento do muro em escama de terra armada nas duas pontas do elevado. Também já foi realizado o processo de instalação do sistema de iluminação de LED na parte superior do viaduto. Posteriormente, será executado o serviço de pavimentação da pista de rolamento, acompanhado da sinalização viária horizontal e vertical. 

Comentários Facebook