João Batista e Juarez Costa se unem em prol da agricultura familiar de MT



Deputado estadual João Batista e deputado federal Juarez Costa com Seaf

Foto: LUCIENE LINS

O deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), juntamente com o deputado federal Juarez Costa (MDB), estiveram reunidos na tarde de segunda-feira (22) com o secretário de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, para tratar da destinação de R$ 1 milhão de emenda parlamentar federal que beneficiará diretamente os pequenos produtores de Mato Grosso.

De acordo com João Batista, o deputado federal Juarez já havia feito um compromisso de destinar os recursos para que algumas regiões sejam contempladas, fortalecendo a atividade agrícola e facilitando o trabalho no campo.

“Estivemos reunidos hoje para alinhar o destino da emenda, que serão destinados principalmente para a agricultura familiar, facilitando a aquisição de implementos agrícolas e maquinários que proporcionarão melhorias aos pequenos produtores do nosso estado. Estamos buscando todos os mecanismos possíveis para melhorar a realidade dos que mais precisam. Trabalhar pela agricultura familiar é garantir alimento na mesa da população”, destacou Batista.

Conforme Juarez Costa, o sistema produtivo no estado é muito rico e precisa ser incentivado. Segundo ele, os trabalhadores do campo precisam destes incentivos, pois passam por inúmeras dificuldades na produção.

“Por reconhecer a importância deste segmento e visando ao bem-estar de milhares de famílias que consomem diariamente esses produtos, resolvemos ampliar essa parceria com o deputado João Batista. A reunião serviu como ponto de apoio para os devidos direcionamentos que vão ampliar a produtividade e a valorizar as cadeias produtivas de pequenas propriedades no estado”, explicou o deputado federal.

Na avaliação do secretário Silvano Amaral, essa ação vai ajudar os pequenos agricultores a desenvolver mais “quantidade e qualidade” na produção, gerando emprego e renda em Mato Grosso. “Esses investimentos visam ajudar o pequeno produtor a ter mais produção em quantidade e qualidade. Assim ele tem condições de continuar na roça, e gerar mais emprego e renda na região que ele pertence. Consequentemente, trará mais dignidade para sua família e para a comunidade em geral”, finalizou o secretário.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook