CoronaVac: Butantan libera 800 mil doses ao Ministério da Saúde após quase 1 mês



source
CoronaVac: Butantan libera 800 mil doses ao Ministério da Saúde após quase 1 mês
Foto: Eduarda Esteves/iG

CoronaVac: Butantan libera 800 mil doses ao Ministério da Saúde após quase 1 mês

O Instituto Butantan liberou, nesta sexta-feira (11), mais 800 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Com o novo lote, o Instituto já entregou 48 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunização (PNI) desde o início deste ano. As entregas ficaram paralisadas por quase um mês após a falta de insumos para a produção dos imunizantes.

Segundo o governador do estado, João Doria (PSDB), uma nova remessa deve ser liberada já na próxima segunda-feira (14). “Vamos seguindo na produção de doses ao longo dos próximos dias, e estaremos fazendo uma entrega adicional de 5 milhões de doses, começando com essas 800 mil que estão sendo embarcadas agora para o Ministério da Saúde”, afirmou Doria.

Durante coletiva de imprensa na sede do Instituto, o governador manteve a previsão de concluir a entrega das 100 milhões de doses até o final de setembro. “O Instituto Butantan, aqui representado pelo Dimas Covas, seu presidente, confirma que até o final do mês de setembro nós concluiremos o nosso projeto, o contrato de entregar 100 milhões de doses da vacina do Butantan para o Ministério da Saúde”, disse.

A última entrega havia sido feita há quase um mês, no dia 14 de maio. Na última semana, a gestão estadual afirmou que o Butantan vai receber 6 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), suficiente para produção de 10 milhões de doses, no dia 28 de junho.

Veja as entregas de doses ao Ministério da Saúde em 2021:

– Janeiro: 8,7 milhões – Fevereiro: 4,583 milhões – Março: 22,7 milhões – 5 de abril : 1 milhão – 7 de abril : 1 milhão – 12 de abril : 1,5 milhão – 14 de abril: 1 milhão – 19 de abril: 700 mil – 22 de abril: 180 mil – 30 de abril: 420 mil – 6 de maio: 1 milhão – 10 de maio: 2 milhões – 12 de maio: 1 milhão – totalizando as 46 milhões do primeiro contrato – 14 de maio: 1,1 milhão – 11 de junho: 800 mil

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook