Prefeito reforça pedido de novas doses para evitar suspensão da vacinação da primeira dose



24-10-2021- CREAS CENTRO VACINAÇÃO aos moradores

Clique para ampliar

Em Cuiabá, os estoques de vacina contra a Covid-19 devem durar até a próxima quarta-feira (16) para as aplicações de primeira dose aos públicos prioritários. As imunizações previstas de segunda dose não serão afetadas. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, tem buscado junto às lideranças do Governo Federal, o envio de mais imunizantes. Na última semana, o chefe do Executivo Municipal se reuniu com presidente Jair Bolsonaro e com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que afirmaram que a capital de Mato Grosso vai receber os imunizantes solicitados.

Na última sexta-feira (11), juntamente com o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, Emanuelzinho, o prefeito de Cuiabá esteve em Brasília tratando da questão do envio de doses extras de vacinas contra a covid-19 para Cuiabá em contrapartida à realização da Copa América na cidade. Somente nesta semana, o prefeito e o parlamentar tiveram duas audiências com o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos e com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, além de uma audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o que demonstra a atuação política incansável na busca de vacinas para acabar com a crise sanitária decorrente da covid-19, em Cuiabá. 

“Nossa gestão não tem medido esforços para garantir a vacinação de toda a população. Tenho ido a Brasília e buscado junto ao Governo Federal mais imunizante para nossa capital. Acredito que nossa solicitação será atendida e nossa população não será prejudicada”, assegurou o prefeito.

Com as tratativas do prefeito Emanuel Pinheiro e o Governo Federal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aguarda a chegada de novas doses dos imunizantes Astrazeneca e Pfizer para continuar a imunização da primeira dose. Ao todo, constam nos estoques pouco mais de cinco mil unidades de vacina contra a Covid-19.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica e da Campanha Contra Covid-19, Valéria de Oliveira, disse que a possível suspensão não vai afetar a população que já tem agendada a data para tomar a segunda dose. “O que está acabando é a primeira dose, que estamos aguardando o repasse por parte do Governo Federal. A aplicação de segunda dose não será afetada por que temos o imunizante guardado”, enfatizou.

Quanto ao imunizante da Coronavac, a coordenadora afirmou que o município aguarda a chegada de novas doses para imunizar o público que aguarda a aplicação.

Cuiabá conta com seis polos de vacinação, Senai Porto, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Sesi Papa, Centro de Eventos do Pantanal, Sesc Balneário e Assembleia Legislativa. A capacidade de vacinação diária no município é de cinco mil pessoas.

Grupo prioritário

Atualmente estão sendo vacinadas pessoas com Síndrome de Down a partir de 18 anos, pessoas com comorbidades a partir de 18 anos, gestantes e puérperas com comorbidades a partir de 18 anos, pessoas com deficiência permanente a partir de 18 anos, jornalistas, trabalhadores da educação, trabalhadores de saúde, pessoas a partir de 55 anos.

Nesta segunda-feira (14), um novo grupo foi incluído para cadastro, trata-se das mulheres grávidas e puérperas sem comorbidade.

 

Comentários Facebook