Com superávit orçamentário e de execução, contas de Guilherme Maluf recebem parecer favorável do Pleno



Tony Ribeiro/TCE-MT

Com superávit orçamentário e de execução, as contas anuais de gestão do presidente Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Guilherme Antônio Maluf, referentes ao exercício de 2020, receberam parecer prévio favorável à aprovação do Pleno da Corte de Contas. O balanço segue agora para apreciação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Referente ao primeiro ano da atual administração, o processo foi relatado pelo conselheiro Valter Albano na sessão ordinária remota desta quarta-feira (17). 

Na ocasião, o conselheiro-relator explicou que, embora os autos não apontassem irregularidades, a equipe técnica do Tribunal chegou a emitir recomendações, que, na sequência, foram “extensivamente justificadas” pelo presidente.  

“Tanto que, diante disso, a equipe retificou e excluiu as recomendações por entender desnecessárias. O que nos conforta muito, porque é uma gestão que precisa ser referência e está sendo. O inverso disso, seria temerário”, pontuou. 

Valter Albano chamou a atenção ainda para a ocorrência de disponibilidade financeira para honrar com obrigações e para as medidas de corte de pessoal, que resultaram em gastos inferiores aos índices máximos legalmente estabelecidos. 

Isso porque, segundo o conselheiro, da análise, observa-se que, ao comparar a despesa orçamentária autorizada com a despesa orçamentária realizada, houve economia orçamentária. 

“Ao comparar a receita executada acrescida do crédito adicional suplementar e a despesa orçamentária empenhada, observa-se superávit de execução, revelando-se equilíbrio financeiro para o cumprimento de obrigações”, disse.

Frente ao exposto, seguindo integralmente o parecer do Ministério Público de Contas (MPC), votou pela emissão de parecer prévio favorável à aprovação das contas, sendo acompanhado por unanimidade pelo Pleno.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento.

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook