Faissal critica aumento de tarifa de pedágio em rodovia



Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão da manhã de quarta-feira (17) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), dois requerimentos 666/2021 e 667/2021 à Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT) e à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) solicitando informações sobre o contrato de concessão e a situação das obras relativas a Rodovia MT-208 com a MT-320, em Alta Floresta.

A via é de responsabilidade da Via Brasil MT Concessionária de Rodovias. Foram instaladas praças de pedágios nestas rodovias por parte da Via Brasil, que começaram a operar em 29 de outubro de 2020. As tarifas cobradas vão desde R$4,30 à R$77,40.

“Existe uma aberração em nosso estado que é o pedágio da rodovia que liga Colíder a Alta Floresta. O valor é um dos mais altos de todo Mato Grosso, para uma estrada que praticamente não teve melhoria alguma, muito menos investimento por parte da concessionária. E para piorar, estamos em um processo administrativo para que esta tarifa seja reajustada para R$ 9,30 por carro ou eixo de caminhão”, afirmou o deputado.

No encaminhamento,  foi solicitado à Ager cópia do processo administrativo e também um pedido para a antecipação de algumas obras previstas no contrato, principalmente em relação a rotatória localizada no perímetro urbano de Alta Floresta. Lá, segundo o parlamentar, toda semana ocorrem acidentes com vítimas fatais. Faissal apontou que estava previsto que o melhoramento no local fosse feito entre 3 a 5 anos e, no pedido de informações, ele solicita a antecipação deste prazo.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook