PT diz que Auxílio Brasil exclui 25 milhões de beneficiários do extinto Bolsa Família



Marina Ramos/Câmara dos Deputados
Gleisi Hoffmann expõe o "mapa da exclusão" durante entrevista convocada pelo PT
Gleisi Hoffmann expõe o “mapa da exclusão” durante entrevista convocada pelo PT

As bancadas do PT da Câmara e do Senado criticaram o fim do Bolsa Família e apontaram que 25 milhões de brasileiros que eram beneficiados pelo programa serão excluídos do Auxílio Brasil. O líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), afirmou que o governo destruiu uma importante rede de proteção social. Segundo ele, o Auxílio Brasil atende apenas 14 milhões de pessoas, e o Bolsa Família atendia 39 milhões.

“Congelamento do salário, inflação altíssima, famílias na miséria, custos altíssimos na comida, gasolina, gás de cozinha, sem perspectiva de crescimento econômico no Brasil e, ainda, a destruição geral em outras áreas, fez o abandono de 24 milhões do Bolsa Família.

Auxílio Brasil
O deputado General Peternelli (PSL-SP) afirmou que o Auxílio Brasil vai atender 17 milhões de beneficiários e vai pagar de R$ 217 a R$ 417. Atualmente, o Bolsa Família paga até R$ 178.

O governo justifica que o auxílio tem como objetivo promover a cidadania com garantia de renda, visando à superação das vulnerabilidades sociais das famílias, além de estabelecer medidas de incentivo ao empreendedorismo, ao microcrédito e à autonomia das famílias beneficiárias, por meio da inclusão produtiva rural e urbana, com vistas à empregabilidade e à emancipação cidadã.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Wilson Silveira

Comentários Facebook