Secretaria de Cultura encerra no dia 19, inscrições para recebimento de projetos a obterem recurso na Lei Aldir Blanc



Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Termina na próxima sexta-feira (19), o prazo de  inscrições de projetos para obtenção de recursos via Lei 14.017/2020 – Aldir Blanc. Produtores Culturais devem realizar o preenchimento do formulário de inscrição e protocolar junto a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Município. O recurso disponibilizado no edital ‘Festival Rebuliço’ é oriundo de um recurso remanescente da Lei Aldir Blanc no valor de R$ 300 mil. Os projetos serão analisados pelo Conselho Municipal de Política Cultural. 

Serão selecionadas propostas de natureza cultural nas diversas linguagens artísticas: artes cênicas, artes visuais, música, literatura, audiovisual, cultura popular e cultura afro e indígena brasileira e patrimônio histórico.  Para os projetos realizados por meio de internet e presencial são ofertadas 50 vagas no valor de R$ 5 mil. E para projetos de ações presenciais estão disponíveis 25 vagas, ao valor de R$ 2 mil.  
Conforme o  secretário adjunto de Cultura, Justino Astrevo,  os projetos aprovados no valor de R$ 2 mil destinam-se à exibição presencial no Centro Histórico da Capital, preferencialmente no Beco do Candeeiro, que está revitalizado e com programações culturais sendo realizadas constantemente. Mas, se o artista desejar apresentar, por exemplo, a iniciativa na Praça da Mandioca, poderá. 
Ele ainda informou que a Secretaria de Cultura disponibilizará tablado , som e iluminação para projetos aprovados no valor de R$ 2 mil.  “Serão acolhidos 50 propostas no valor de  R$ 5 mil e 25,  no valor de R$ 2 mil. Esse diferenciamento é porque, R$2 mil é para quem tem o  trabalho montado e pode ser individual, pode ser leitura de poesia, violão em voz, pintura e a Secretaria de Cultura vai disponibilizar tablado  som, iluminação. Quem optar pelo de 5 mil, a composição é de até 3 pessoas para live ou projetos presenciais. Uma parte desse recurso de  R$2 mil é para ser executado no Centro Histórico de Cuiabá. Esse valor é para o recurso chegar limpo de R$2 mil para o produtor cultural. Nós estamos executando ações no Beco do Candeeiro, e ali, é possível disponibilizar a estrutura para os artísticas em todas as áreas”, explicou. 
O prazo, conforme  ele, não será prorrogado. “Dia 19 encerra-se  essa etapa de inscrições de projetos e  esse recurso tem que estar na conta do proponente até dia 31 de dezembro. E por esse motivo, não haverá prorrogação. A previsão é para janeiro a abril esses projetos estarem  sendo executados  dentro de uma programação no ‘Festival Rebuliço’. A pasta vai fazer um calendário desses proponentes. Já os projetos online, serão transmitidos pelas redes sociais da Prefeitura e Secretaria de Cultura”, comentou Justino. 

Ele relembra ainda que o proponente não pode participar e nem o mesmo objeto de um outro projeto apresentado. “Por exemplo, uma outra pessoa coloca o mesmo objeto que já foi executado e não pode. As pessoas que foram contratadas para participar de projetos já executados podem participar, seja ele um ator ou iluminador. Esse edital está bem fácil. Não precisa de certidões negativas, é basicamente documentos pessoais, currículo e o projeto. Tem um formulário à disposição, que tem que ser preenchido. Depois o interessado imprime em duas vias, uma para a Secretaria e uma  para ele. Primeiro é documentalmente, depois o Conselho avaliará os projetos”, concluiu. 

 

Comentários Facebook