Campanha de vacinação antirrábica pretende imunizar mais de 9 mil animais na zona rural



Após vacinar 20.663 cães e gatos nos dois Dias D de vacinação antirrábica, que previne a raiva animal, na zona urbana de Cuiabá, no mês de outubro, a Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) em parceria com a Coordenação de Atenção Primária na Zona Rural, está vacinando cães e gatos na zona rural, ao longo de todo o mês de novembro e seguindo até março de 2022. Até o momento, já foram vacinados 198 cães no Distrito de Aguaçu, 113 no Distrito de Nossa Senhora da Guia, 107 no Rio dos Peixes e 23 no Coxipó do Ouro. 

Também serão contempladas as seguintes comunidades rurais: Água Limpa, Altos do Pico do Amor, Aricá, Aricazinho, Arraial dos Freitas, Assentamento Bela Vista, Assentamento 21 de Abril, Assentamento Barreirinha, Bandeira/Oeste, Bandeira 1/Norte, Bandeira 2/Norte, Barreiro Branco, Boa Semente, Bocaiuval, Loteamento Nova Esperança (BR-364), Carioca, Chaparral, Cinturão Verde, Coivara, Comunidade Jordão, Coxipó Mirim, Coxipó Mirim – Comunidade dos Médicos, Coxipó Mirim – Comunidade São Gerônimo, Coxipó Mirim – Estrada da Ponte de Ferro, Coxipó Mirim – Maria Hipólita, Estrada da Guia/ Machado, Estrada do Manso, Fortes, Farturinha, Gleba São Joaquim, Laginha, Laranjal, Mata Dentro, Monjolo, Mutuca, Nova Esperança (Santo Antônio), Novo Milênio, Pai Joaquim, Parque Mirela, Porto Bandeira, Praia Clube, Raizama/Fazenda Luar, Recanto da Siriema, Residencial Sucuri, Rio Claro, Rio dos Couros/Rio das Pedras/Buritizal, Salgadeira, Santa Tereza/Pinhancal, São Bento Bandeira, São Gerônimo, Sucuri, Tarumã, Taquarussu/Pantanalzinho, Terra Santa, Terra Vermelha/Assentamento Nossa Senhora da Paz, Três Pedras, Varginha e Vila Formosa. 

A meta é imunizar contra a raiva animal na zona rural 8.146 cães e 1.347 gatos, totalizando 9.493 bichos a partir de 4 meses de vida, animais prenhes e que estejam amamentando. Além da proteção por meio da vacina, os profissionais da UVZ também são responsáveis por esclarecer dúvidas da população sobre os aspectos técnicos da vacina, eventos adversos e intensificar as ações educativas referentes à suspeita de raiva animal.

Conforme o coordenador da UVZ, o médico veterinário José Antônio Noleto, a estratégica adotada na zona rural para a campanha antirrábica é passar de propriedade em propriedade e também montar pontos fixos onde há aglomerados de residências. As ações ocorrem aos finais de semana. 

“Ressaltamos que durante todo o ano e também no período da campanha de vacinação, mantemos posto fixo de vacinação no horário das 8h30 às 11h e das 13h30 às 16h, na sede da UVZ, localizada no bairro Ribeirão do Lipa. Também temos parceria com os Hospitais Veterinários da UFMT e da UNIC, que também dispõem de postos fixos de vacinação antirrábica”, explica Noleto. 

O coordenador ressalta ainda que “é imprescindível a participação da população no intuito de prevenir a doença nos seus animais de estimação e consequentemente evitarem a transmissão do vírus rábico em seres humanos”, alerta. 

Comentários Facebook