Programa Palavra Literária conta a história de Santiago Santos



Foto: DIVULGAÇÃO / ASSESSORIA

Escritor, tradutor e jornalista, Santiago Santos é o entrevistado do quarto episódio da segunda temporada do programa “Palavra Literária”, que vai ao ar neste sábado (9), na TV Assembleia (canais 30.1 e 30.2), às 12h30 e às 18h30. 

Natural de Blumenau (SC), Santiago mora em Cuiabá desde criança e a cidade é tema de algumas de suas publicações, como o livro “Água Não Tem Galho”, lançado em 2020, em que escreve em conjunto com mais quatro escritores. “A ideia era desenhar um retrato da Cuiabá contemporânea. O livro começa com os personagens crianças e vai até a velhice”, conta.

Uma referência à capital mato-grossense também é feita no livro “Baguncinha”, que será lançado em breve e reúne 40 dos cerca de 450 contos publicados em seu site, www.flashfiction.com.br, onde publica drops literários desde 2013. O título faz alusão à “bagunça” gerada pela reunião de histórias de diferentes gêneros e também a um lanche tradicional de Cuiabá, que leva o mesmo nome.

Para Santiago, o “Palavra Literária” tem feito um importante trabalho de catalogação e apreciação das autoras e autores de Mato Grosso. “Nós temos alguns gigantes adormecidos aqui na terra, conhecidos por poucos, lidos por poucos, e muita gente nova propondo projetos bacanas com pouca visibilidade. Nada mais significativo do que uma emissora pública direcionar os holofotes para este nosso recanto literário. Escrever é sempre uma atividade solitária, ler é uma atividade solitária, e qualquer meio de conectar leitores e livros que não estão sendo propagandeados aos quatro cantos ou adaptados para Netflix é não só louvável, mas fundamental para mitigar um pouco o bombardeamento midiático e abrir os olhos para o que é feito na miúda pelos nossos vizinhos. Ainda mais quando a divulgação é feita com essa baita qualidade do Palavra Literária”, disse o escritor.

Seu primeiro livro, “Na Eternidade Sempre é Domingo”, foi lançado em 2016 e teve como inspiração a viagem que fez em 2014 para Bolívia e Peru. A obra é uma “aventura pé na estrada mitológica”, como o próprio autor classifica, e conta a história de uma mochileira escritora que sai de Cuiabá para ir até Machu Picchu, no Peru, e, antes de ir para essa viagem, recebe a visita de um espírito do início da civilização Inca, encarregado de contar para ela histórias esquecidas ou apagadas do seu povo. 

Publicado em 2018, o livro “Algazarra” é a primeira coletânea dos minicontos do site Flash Fiction. Além dos livros, Santiago também publicou ficção em diversas antologias, blogs, jornais e revistas, com destaque para a antologia “Fractais Tropicais: O Melhor da Ficção Científica Brasileira”, de 2018.

Apaixonado pela literatura desde a infância, Santiago Santos diz que tudo pode servir de inspiração para uma história, seja de forma consciente ou inconsciente. E para quem busca seguir a carreira de escritor, ele orienta: “Procure sua tribo. O que você gosta de escrever? Quem está fazendo isso no Brasil? Tente se aproximar dessas pessoas”. 

As reprises do programa “Palavra Literária” são transmitidas aos domingos (11h30 / 21h), terças (12h30 / 22h) e sextas-feiras (12h30 / 22h).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook