Em 4 anos, ações do Novo Cangaço deixaram 140 mortos


Levantamento elaborado pelo UOL registrou ao menos 197 mortes no país, em 20 anos, em mega-assaltos classificados como “novo cangaço” ou “domínio de cidades”, marcados por uma crescente escalada da violência. Só nos últimos quatro anos, foram 140 óbitos —71% do total.

Com ao menos 30 criminosos, os grupos usam armas de grosso calibre, veículos blindados, explosivos com acionamento remoto, drones e fazem moradores como escudo humano para dominar cidades inteiras em assaltos a instituições financeiras. Essas quadrilhas afetaram áreas com 7,6 milhões de habitantes em mais de 20 cidades de 2016 para cá.

Segundo especialistas no tema, o “domínio de cidades” é um crime tipicamente brasileiro e representa o avanço da criminalidade em relação às ações conhecidas como “novo cangaço” por serem mais planejadas e perigosas, com ataques às forças de segurança. Como consequência, há também um avanço no índice de assassinatos. Essas ações deixaram mortos ao menos 170 suspeitos, 17 civis e 10 agentes mortos, aponta o estudo elaborado pela reportagem. Em um intervalo de apenas um ano —desde junho do ano passado—, foram 55 óbitos.

Fonte UOL

Comentários Facebook