Roubo a joalheria: Antes de serem presos criminosos tentaram levar moto e fizeram refém


Armas usadas por criminosos durante roubo

Os dois bandidos que armados na última segunda-feira, 27, roubaram uma joalheria no Centro de Tangará da Serra, durante a fuga ainda tentaram levar uma motocicleta, porém, a ação deu errado por não conseguirem tomar as chaves das mãos da vítima.

Os dois criminosos foram presos em flagrante em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar logo após o crime. As diligências iniciaram assim que as equipes policiais foram acionadas. Os dois homens armados invadiram o comércio, ameaçando e agredindo as vítimas.

Após o roubo, os suspeitos tentaram fugir do local em uma motocicleta, porém não conseguiram ligar o veículo que seria utilizado na fuga e saíram correndo a pé. Durante o percurso, os criminosos ainda tentaram roubar a motocicleta de uma mulher, mas não conseguiram tomar as chaves das mãos da vítima.

Criminosos são presos após cerco policial

2º envolvido é preso após ser baleado (Imagem: TV Cidade Verde)

As equipes policiais já estavam mobilizadas em busca dos suspeitos, sendo que um deles foi cercado próximo ao Hospital das Clínicas, ocasião em que continuou empreendendo fuga e sacou uma arma de fogo que apontou contra a equipe da Polícia Militar.

Policiais realizaram disparos para cessar a ação do suspeito, que continuou pulando muros, chegando a fazer uma vítima refém durante a fuga, porém acabou detido. No trajeto, o suspeito dispensou uma mochila contendo os objetos subtraídos durante o roubo, como brincos, celulares, anéis, relógios, colares, dinheiro, além de um simulacro de arma de fogo.

O segundo suspeito foi preso durante diligências da equipe da Polícia Civil, sendo localizado durante buscas no pátio de um lava jato, onde estava escondido atrás de uma caixa d’água, coberto por diversos objetos. Com ele, os policiais civis apreenderam um revólver com quatro munições.

Diante das evidências, os dois suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Tangará da Serra, onde após serem interrogados pelo delegado Adil Pinheiro de Paula, foram autuados em flagrante pelo crime de roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas.

Comentários Facebook