Polícia Civil intercepta armas que seriam levadas a facção e impede ‘vingança’ por morte no domingo


Após investigação, Polícia Civil de Tangará da Serra tomou conhecimento de que criminosos que fazem parte de uma facção criminosa que atua no município, em ato de vingança ao homicídio ocorrido no último domingo, 03, teriam jurado de morte integrantes de outra facção rival.

Os policiais passaram a acompanhar uma mulher que faria a entrega de armas de fogo para outros integrantes, incumbidos, segundo a PJC, de realizar a execução dos rivais.

Os policiais flagraram o momento em que essa mulher se encontrou com um criminoso no Bairro Morada do Sol e deixou com ele uma arma de fogo. “Ela estava uma camionete S10 quando os policiais a abordaram na Avenida Ismael José do Nascimento e apreenderam com ela dois revólveres calibres 38 e 44”, informou a polícia.

O motorista da camionete apresentou uma carteira de habilitação falsa e também foi preso. “Os policiais mantiveram vigilância no indivíduo do Bairro Morada do Sol que teria recebido a terceira arma e quando ele se preparava para deixar sua casa, foi surpreendido pelos policiais civis”, completou a polícia.

O indivíduo que possui diversas passagens, resistiu a prisão e tentou disparar nos policiais, que agiram em legítima defesa e alvejaram o indivíduo na região da cintura como forma de cessar a agressão. “O indivíduo foi socorrido pelo SAMU e levado ao hospital municipal. Nenhum dos policiais ficou ferido durante a ação. Dessa forma então foram apreendidos três revólveres e 37 munições em poder dos criminosos, impedindo a ocorrência de mais assassinatos”, concluiu a PJC.

Comentários Facebook